Sexta-feira, 12 de Fevereiro de 2010

 

A desilusão é uma coisa em formato estranho que nos atinge sem sabermos como e nos dias que correm já nem a pop nos salva. Um dia estamos prenhos de esperança e acreditamos em tanta coisa e estamos dispostos a muitas mais. Depois percebemos que afinal o melhor é verificar o sinónimo da palavra decepção no dicionário, que isto das palavras tem muitas nuaces. A salvação é apagar números de telemóvel, mensagens e emails e praticar tiro ao alvo com pratos da cozinha porque não é saudável não descarregar a raiva. Dá azia e soluços, não é bonito. Depois é apagar as memórias todas sem piedade. Mas esquecer não significa perdoar, as grandes ideias católicas nunca surtiram grande efeito em mim.



afonso ferreira às 00:56 | link do post | comentar
|

7 comentários:
De AG a 12 de Fevereiro de 2010 às 10:38
Hoje acordei a sentir-me assim...
Bom dia!
AG


De afonso ferreira a 12 de Fevereiro de 2010 às 10:51
Estão já somos dois. Bom dia para si também


De AG a 12 de Fevereiro de 2010 às 14:31
http://brunogarschagen.com/2008/08/26/estado-que-nao-estimula-os-individuos-transforma-os-em-inimigos/


De afonso ferreira a 12 de Fevereiro de 2010 às 18:56
AG, obrigado pelo texto. Estive agora a ler.


De Miss Green a 14 de Fevereiro de 2010 às 01:01
Já me tinha "salvado" há algum tempo desta mesma forma, esta tarde, exactamente esta tarde, concluí não desta, mas da "forma" católica, sou bem capaz de perdoar, esquecer é que nem com muito queijo!
Obrigada por me fazer sentir uma pessoa como as outra!!


De afonso ferreira a 14 de Fevereiro de 2010 às 03:35
Mas "perdoar" de forma católica não é esquecer a ofensa?


De Miss Green a 15 de Fevereiro de 2010 às 22:40
na "minha" versão católica não, se me esquecer não vou aprender com isso, se perdoar não guardo rancor nem dor.


Comentar post

Dezembro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


Artigos recentes

the end

Sleepless people

provérbio transmontano

cry me a river

Falta de rigor

obrigado

prémios literários

meia-noite

battle

status

Día domingo

imaginação

virtudes públicas, vícios...

fios

Estudos de um processo

constatação de sábado

A história de uma tragédi...

Dias felizes

A Alice é psicótica

debandada

Arquivo

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Arquivado em

a minha língua é a pátria portuguesa

cartas

casamento gay

coisas extraordinárias do gabinete

conversas de caserna

corrupção

dias felizes

domingo

domingos

estudos

ghost writer

gira-discos

grandes crimes sem consequência

literatura

mercados

mundo virtual

outras cidades

paixonite

pequenas ficções sem consequência

perdido no arquivo

playlist

relvasgate

sonhos

suicídio público

taxistas

telenovela

um homem na megalópole

vendeta

viagens

todas as tags

links
Twitter
subscrever feeds