Sexta-feira, 12 de Fevereiro de 2010

 

No balcão dos CTT a despachar umas cartas e à conversa com o funcionário.

Ele: Então, não quer aproveitar para levar uma prenda para o Dia de São Valentim?

Eu: Nem pensar, abomino esse dia.

Ele: Não me diga. É apenas um pretexto para trocar prendas...

Eu: Precisamente, é o consumismo associado à data que não gosto.

Ele: O Dia de São Valentim é quando o homem quiser.

Eu: Que horror.

Ele: Tenho a certeza que gosta de receber prendas... E se lhe oferecesse um Mercedes?

Eu: Hum, não, não me convence. Só se fosse um BMW.

Ele: Vê? Eu tinha razão. Não há ninguém que não goste de prendas.


Arquivado em:

afonso ferreira às 01:28 | link do post | comentar
|

2 comentários:
De ... a 12 de Fevereiro de 2010 às 05:45
Não é preciso aprovar o comentário. É "lhe ofereceSSE um Mercedes".


De afonso ferreira a 12 de Fevereiro de 2010 às 10:49
Caro ..., obrigado pelo reparo. Este blog não têm aprovação prévia de comentários. É a verdadeira liberdade de expressão a menos que queiram vender medicamentos ilegais (único comentário apagado até hoje). Escreva mais e assine, deixe-se de timidez caro ...


Comentar post

Dezembro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


Artigos recentes

the end

Sleepless people

provérbio transmontano

cry me a river

Falta de rigor

obrigado

prémios literários

meia-noite

battle

status

Día domingo

imaginação

virtudes públicas, vícios...

fios

Estudos de um processo

constatação de sábado

A história de uma tragédi...

Dias felizes

A Alice é psicótica

debandada

Arquivo

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Arquivado em

a minha língua é a pátria portuguesa

cartas

casamento gay

coisas extraordinárias do gabinete

conversas de caserna

corrupção

dias felizes

domingo

domingos

estudos

ghost writer

gira-discos

grandes crimes sem consequência

literatura

mercados

mundo virtual

outras cidades

paixonite

pequenas ficções sem consequência

perdido no arquivo

playlist

relvasgate

sonhos

suicídio público

taxistas

telenovela

um homem na megalópole

vendeta

viagens

todas as tags

links
Twitter
subscrever feeds