Segunda-feira, 29 de Outubro de 2012

 

 

 

László Moholy-Nagy, NYC 1930



O fim de Outubro trouxe de volta o rito anual de atrasar os relógios, adensando a escuridão que caía sobre as nossas tardes e deprimindo ainda mais a nação. Novembro começou com outra vaga de frio e com chuva quase diária. O tema de todas as conversas era a "crise". As tipografias do Estado imprimiam senhas de racionamento de gasolina. Não se via nada de semelhante àquilo desde aúltima guerra. A sensação geral é que estávamos a encaminharmo-nos para qualquer coisa grave, mas difícil deprever e impossível de evitar. Havia a suspeita de que o "tecido social" estava a desfazer-se, embora ninguém soubesse muito bem o que isso ia implicar. Mas eu estava feliz e ocupada, finalmente tinha um amante. Mel, Ian McEwan



afonso ferreira às 10:50 | link do post | comentar
|

4 comentários:
De Artur M. a 29 de Outubro de 2012 às 11:24
Este texto reporta a que época?


De afonso ferreira a 29 de Outubro de 2012 às 11:43
1972


De Artur M. a 29 de Outubro de 2012 às 12:00
Obrigado Afonso.



De Fátima Soares a 29 de Outubro de 2012 às 13:06
Não sei se estou certa ou irei novamente fazer uma triste figura mas faz-me lembrar um filme que vi há um tempo, penso que se trata disso e mesmo que não seja este pequeno "bocado" está tão actual como o nosso Outubro (sem senhas de racionamento...ainda) mas um Novembro sem grande perspectiva que não seja só o frio. Quanto ao amante...pois! Haverá sempre alguma coisa que colmata o pior para alguns e faz a vida valer a pena, ou pelo menos aguentarem-se as crises com mais "leveza" e uma pouco melhor. Falo das crises do governo em si, dos tempo difíceis que atravessamos e das nossas pessoais que por vezes são as mais devastadoras. Uma boa semana. Obrigada por mais um excelente post


Comentar post

Dezembro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


Artigos recentes

the end

Sleepless people

provérbio transmontano

cry me a river

Falta de rigor

obrigado

prémios literários

meia-noite

battle

status

Día domingo

imaginação

virtudes públicas, vícios...

fios

Estudos de um processo

constatação de sábado

A história de uma tragédi...

Dias felizes

A Alice é psicótica

debandada

Arquivo

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Arquivado em

a minha língua é a pátria portuguesa

cartas

casamento gay

coisas extraordinárias do gabinete

conversas de caserna

corrupção

dias felizes

domingo

domingos

estudos

ghost writer

gira-discos

grandes crimes sem consequência

literatura

mercados

mundo virtual

outras cidades

paixonite

pequenas ficções sem consequência

perdido no arquivo

playlist

relvasgate

sonhos

suicídio público

taxistas

telenovela

um homem na megalópole

vendeta

viagens

todas as tags

links
Twitter
subscrever feeds