Sexta-feira, 18 de Junho de 2010

 

Seis meses a escrever, a martelar letras, a recolher sonhos alheios, a criar ficção, a viver na narrativa, a apaixonar-me pelas palavras dos outros, a perder aviões pelo mundo virtual, a regatear pela memória, a cinzelar momentos, a triturar ideias, a dormir em cima do teclado, a odiar palavras esdrúxulas, a tirar a gravata, a observar fronteiras, a rir-me do óbvio, a registar silêncios, a chorar desconhecidos, a acordar com as teclas na cara, a ironizar desgraças, a viajar em cavalos-de-tróia, a pensar em imagens, a planear imperfeições, a imaginar pontes, a colocar tudo em causa, a receber mensagens imaginárias, a digerir o mundo, a correr atrás de uma obsessão.



afonso ferreira às 05:15 | link do post | comentar
|

3 comentários:
De Yasmin a 18 de Junho de 2010 às 07:12
"E vós Tágides minhas, pois criado
Tendes em mi um novo engenho ardente,
Se sempre, em verso humilde, celebrado
Foi de mi vosso rio alegremente,
Dai-me agora um som alto e sublimado,
Um estilo grandíloquo e corrente,
Por que de vossas águas Febo ordene
Que não tenham enveja às de Hipocrene.

(...)

Dai-LHE uma fúria grande e sonorosa,
E não de agreste avena ou frauta ruda,
Mas de tuba canora e belicosa,
Que o peito acende e a cor ao gesto muda;
Dai-LHE igual canto aos feitos da famosa
Gente vossa, que a Marte tanto ajuda:
Que se espalhe e se cante no universo,
Se tão sublime preço cabe em verso.

(...)

"Prometido lhe está o Fado eterno,
Cuja alta lei não pode ser quebrada,
Que tenham longos tempos o governo
Do mar que vê o Sol a roxa entrada.
Nas águas têm passado o duro Inverno;
A gente vem perdida e trabalhada;
Já parece bem feito que lhe seja
Mostrada a nova terra que deseja.

WE ARE ONE
WE ARE ALL


De Blondewithaphd a 18 de Junho de 2010 às 11:02
Simply delicious!


De Bípede Falante a 18 de Junho de 2010 às 18:30
Seis meses sem tédio já é estar no lucro!


Comentar post

Dezembro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


Artigos recentes

the end

Sleepless people

provérbio transmontano

cry me a river

Falta de rigor

obrigado

prémios literários

meia-noite

battle

status

Día domingo

imaginação

virtudes públicas, vícios...

fios

Estudos de um processo

constatação de sábado

A história de uma tragédi...

Dias felizes

A Alice é psicótica

debandada

Arquivo

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Arquivado em

a minha língua é a pátria portuguesa

cartas

casamento gay

coisas extraordinárias do gabinete

conversas de caserna

corrupção

dias felizes

domingo

domingos

estudos

ghost writer

gira-discos

grandes crimes sem consequência

literatura

mercados

mundo virtual

outras cidades

paixonite

pequenas ficções sem consequência

perdido no arquivo

playlist

relvasgate

sonhos

suicídio público

taxistas

telenovela

um homem na megalópole

vendeta

viagens

todas as tags

links
Twitter
subscrever feeds